terça-feira, 26 de maio de 2015

Dia Internacional da África na UFPA é comemorado com festa

Dia Internacional da África na UFPA é comemorado com festa


A comemoração do Dia Internacional da África na UFPA buscou integrar os alunos de países africanos e compartilhar seus costumes com os demais estudantes por meio de aspectos marcantes tanto na África como no Brasil: sua cultura e gastronomia. Além disso, a programação abordou temas como identidade, juventude e negritude na atualidade, reforçando a razão de existência da Casa Brasil-África e do Grupo de Estudos Afro-Amazônico da UFPA,  que têm como objetivo promover a cultura africana desconstruindo preconceitos e integrando os alunos intercambistas com a comunidade local.
A programação desenvolvida pela Casa Brasil-África e o Grupo de Estudos Afro-Amazônico teve diversas atividades comemorativas na UFPA. As ações desenvolvidas ao longo do dia tinham como objetivo mostrar a África sob a ótica de suas belezas socioculturais; esquecendo, os aspectos apenas negativos. O evento contou com ações como degustação de comidas típicas de alguns países africanos, desfile da beleza negra, documentário e apresentações culturais afro-brasileiras, além de um vídeo que mostrava um pouco da riqueza da mitologia oral africana aos alunos da Escola de Aplicação da UFPA.
Descontruindo preconceitos - De acordo com a estudante de farmácia, Rachel Eliango, da República do Congo, o principal ponto da programação é desconstruir preconceitos sobre a região. “Existem muitos problemas na África como pobreza extrema e guerras, mas é um grande equívoco ver a região somente por este lado; assim como em outras localidades, é interessante ver que há muito mais que problemas: a África e o Congo possuem uma cultura fascinante e não tão conhecida pelos brasileiros, mas que também merece atenção.”
No festival de culinária africana e caribenha, alguns estudantes relataram as diferenças e semelhanças da culinária do Brasil e de alguns países da África. Para Roodlyn Calixte e Beny Kadima Jack, estudantes dos cursos de Química e Arquitetura, respectivamente, vindos do Haiti e do Congo, as diferenças culinárias entre os países são notáveis, mas não menos interessantes. Eles ressaltaram que, no Brasil e no Pará, encontram-se pratos totalmente desconhecidos para eles, que tentam experimentar um pouco de cada um, ao longo do tempo. O que perceberam é que  aqui também se come usando bastante tempero.
Todas as atividades contaram com a participação dos alunos africanos em intercâmbio na UFPA por meio do Programa PEC-G, que dá apoio aos estudantes no momento de superar e enfrentar preconceitos encontrados no cotidiano.
De acordo com o coordenador da Casa Brasil-África, professor Hilton Silva, ainda há muitos aspectos a se explorar, mas eventos como esse, em que é possível os estudantes exaltarem seus traços culturais, ajuda tanto na socialização deles como no enfrentamento de preconceitos diários. “Um dos problemas que, às vezes, os estudantes enfrentam é serem olhados na rua como se fossem marginais ou pessoas extremamente necessitadas, e o intuito de programações como essa é justamente mostrar que eles e sua cultura vão além daquele aspecto negativo que se deu aos africanos ao longo dos anos; além disso, assim como os brasileiros, eles enfrentam diversas lutas, mas conseguem vencê-las da melhor forma que podem, sem nunca esquecer de suas raízes e orgulhando-se delas”.
Já para Rachel Eliango, esse debate vai um pouco além da marginalização ou conflitos. “Tanto nós, que viemos da África, quanto os alunos brasileiros, somos irmãos, e as diferenças existentes entre nós deveriam servir para que nos uníssemos para construir coisas boas para a pesquisa e para a humanidade juntos”, afirma a estudante.
História - O Dia Internacional da África foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, em reconhecimento ao dia 25 de maio de 1963, quando chefes de Estado africanos reuniram-se na Etiópia, com vistas a erradicar a subordinação do continente africano aos demais continentes. Nesse dia, fundou-se a Organização da Unidade Africana (OUA), sendo conhecida hoje como União Africana, que tem como objetivos manter a unidade e a solidariedade africana, eliminar o colonialismo, garantir a soberania dos Estados Africanos e a sua integração econômica, bem como fomentar a cooperação política e cultural no continente.
Texto: Luana Coelho – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Adolfo Lemos

quinta-feira, 21 de maio de 2015

PROGRAMAÇÃO: DIA INTERNACIONAL DA ÁFRICA (25 DE MAIO)


quarta-feira, 13 de maio de 2015

Convocação - Comemoração ao dia Internacional da África - 2015


Prezados alunos,

No dia 25 de maio de 2015 a Casa Brasil-África, em parceria com o GEAM, estará realizando o Festival de Gastronomia Africana e Caribenha, bem como outras atividades em comemoração ao Dia Internacional da África. Dentre essas atividade haverá a exibição do vídeo Kiriku e a Feiticeira, às14:00 horas, para os alunos da Escola de Aplicação da UFPA (EA-UFPA). Desta forma, convocamos alunos africanos da UFPA interessados em facilitar a referida atividade voltada aos alunos da EA-UFPA Mais informações entrar em contato com Duterval Jesuka e Devison Nascimento pelo wpp da CBA.

terça-feira, 12 de maio de 2015

FACE NEGRA FACE - A HISTORIA QUE NÃO FOI CONTADA








O BAMBARE - ARTE E CULTURA NEGRA / AFAIA tem o prazer de convidar para a temporada de apresentação do espetáculo teatral : FACE NEGRA FACE - A HISTORIA QUE NÃO FOI CONTADA que será realizada nos dias 12, 13 e 14 de maio no Teatro Margarida Schiwazzappa as 19 horas e dias 17 e 18 de maio as 20 horas no Teatro Universitário Claudio Barradas.




sexta-feira, 8 de maio de 2015

III EXPOSIÇÃO : NÓS DE ARUANDA - ARTISTAS DE TERREIRO



Programação

07 a 29 de maio, das 8:00 as 17:00 horas, visitação à exposição de obras de arte: Pintura em materiais variados, instalações, fotografia, esculturas em materiais variados, indumentárias e símbolos.
06/05/2015 – as 18:00 horas Abertura:
·         Apresentação musical de
o    Alan Fonseca(Música experimental)
o    Nego Banjo
o    Alex Gamboa (Pocket show)
·         Coquetel Afro
14/05/2015 as 15:00 horas:
 Apresentação de performance com Thayane Neves
15/05/2015 as 15:00 horas:
Apresentação Musical e Roda de Conversa com o Afoxé Omo Baba Orun
19/05/2015 as 15:00:
Roda de conversa sobre afro-bioética com Ogã Jayro Pereira
21/05/2015 as 15:00 horas:
Contação de histórias com Joana Carmem.
22/05/2015 as 15:00 horas:
Roda de Conversa sobre o Plano Nacional Setorial de Culturas Afro-brasileiras, com a participação dos conselheiros nacionais.
28/05/2015 as 15:00 horas:

Encerramento
Teatro de Formas Animadas com Devison Amorim do Nascimento
29/05/2015 as 18:00 horas:
Apresentação musical com:
·         Lucio Sanfilipo
·         Axé Dudu
·         Douglas Dias
Degustação de comidas afro-brasileiras:
Quitanda de Iaiá- Mametu Nangetu

Acaçá - Simone de Oyá